Os fatos apontam uma direção: a oferta de trabalho que você tem é perfeita – ótimo salário, localização ideal e tremendas oportunidades de crescimento. Ainda assim, há algo que faz com que você não se sinta confortável em pedir demissão do seu trabalho atual e seguir adiante. O que você fará? Ignorar este sentimento e escolher o que parece ser o caminho lógico ou seguir os seus instintos e arriscar desapontar a sua família? Ou, você pode considerar tanto os seus pensamentos e sentimentos sobre o trabalho para tomar a decisão? Resolver problemas e fazer decisões sábias usando tanto pensamentos e sentimentos ou lógica e intuição é parte do que nós chamamos de inteligência emocional.

 

O que é inteligência emocional

 

Conceito inicial

Relacionar emoções e inteligência é algo relativamente novo e foi introduzido inicialmente em 1990 por Salovey & Mayer. Eles definiram IE como a habilidade de monitorar os seus próprios sentimentos e emoções, bem como os dos outros, discriminar entre eles e usar esta informação para guias seus próprios pensamentos e ações. A teoria da inteligência emocional sugere que as emoções tornam o processo cognitivo adaptativo e que os indivíduos podem pensar racionalmente sobre suas emoções.

Popularização da inteligência emocional

O termo inteligência emocional não era familiar para os pesquisadores e público em geral até que Daniel Goleman escreveu seu best-seller “Inteligência Emocional: Porque importa mais que QI            “. Ele descreve a IE como um conjunto de atributos positivos como consciência política, autoconfiança, consciência e motivos de conquista ao invés de somente uma inteligência que pode ajudar as pessoas a resolver problemas de forma efetiva.

 

Inteligência emocional no dia-a-dia

 

Saúde mental e bem-estar

A queixa mais comum que leva as pessoas à psicoterapia são ansiedade e depressão. As habilidades relacionadas com inteligência emocional ajudam as pessoas a lidar de forma efetiva com emoções desagradáveis e promover emoções agradáveis para promover tanto o crescimento pessoal como bem-estar.

 

Funcionamento social

A Inteligência Emocional promove uma maior habilidade funcionamento social positivo ao ajudar os indivíduos a perceber os estados emoções dos outros, adotar novas perspectivas, melhorar a comunicação e regular o comportamento. As pessoas com maiores habilidades emocionais tendem a ser mais competentes socialmente, ter relacionamentos de melhor qualidade e ter mais sensibilidade interpessoal.

A Inteligência Emocional também pode facilitar a navegar pelas situações emocionais que uma pessoa encontra nos relacionamentos românticos. Em um estudo realizado, os casais de namorados ou casados com maiores índices de IE têm mais satisfação e felicidade em seus relacionamentos e menos conflitos.

 

Performance no ambiente de trabalho

A habilidade de inteligência emocional influencia o sucesso com os quais os funcionários interagem com colegas, as estratégias que adotam para gerenciar conflito e estresse e a performance geral no trabalho, de acordo com as pesquisas realizadas. Em uma empresa de seguros de saúde, os analistas do departamento financeiro que tinham maiores índices de inteligência emocional recebiam melhores avaliações, tinham mais aumentos por mérito que os de índices mais baixos. Os funcionários com maiores níveis de IE também recebiam melhores notas de colegas e gestores em relacionamento interpessoal, tolerância ao stress e potencial de liderança.

A inteligência emocional tem sido associada com a capacidade que os gerentes se comportam de maneira que suporta os objetivos da organização, de acordo com seus supervisores.

 

Conclusão

Os estudos científicos indicam que a inteligência emocional suporta a noção de que as emoções são funcionais quando a informação que eles trazem é percebida, interpretada de forma correta, integrada aos pensamentos e comportamentos e gerenciadas de forma efetiva. De acordo com a teoria da inteligência emocional, as mudanças cognitivas, fisiológicas e comportamentais que acompanham as respostas emocionais são adaptativas – estas mudanças nos preparam para responder aos eventos que causam as emoções. Afirma ainda, que as emoções têm um papel importante nas funções sociais, transmitir informações sobre os pensamentos, intenções e comportamentos de outras pessoas.

Pense no cenário inicial deste artigo. Você tinha uma escolha: ficar no seu trabalho atual ou aceitar um novo que tem grandes benefícios. Logicamente, a escolha era óbvia – aceitar  o novo trabalho. Mas você não se sentia confortável com esta decisão. Como você poderia integrar a informação deste sentimento para tomar uma decisão sábia? Reconhecendo que aquele era um sentimento desconfortável pode fazer você refletir sobre os aspectos do seu trabalho atual que não são satisfatórios, bem perceber os aspectos do novo trabalho que podem não ser tão desejáveis como parecem. Talvez no seu trabalho atual você não seja reconhecido frequentemente pelas suas contribuições. No novo trabalho, talvez você tenha que viajar muito mias e assim perder tempo valioso com sua família. Compreender as causas e consequências do desconforto é informativo tanto para gerenciar os sentimentos como para tomar uma decisão. Talvez o desconforto esteja conectado a apreensão de ter que se estabelecer em um novo lugar com um novo grupo de colegas. Neste caso, perguntar a um colega ou mentor respeitado para uma conversa preparatória pode ser suficiente para reduzir o seu nervosismo. Se a causa é o aumento de viagens, então conversar com seu cônjuge ou filhos sobre as implicações do novo trabalho podem ajudar a gerenciar a emoção e ajudar a tomar uma decisão. Para indivíduos com alta inteligência emocional, o processa acima pode ocorrer automaticamente e de forma regular. Para outros, pode ser necessário fazer um treinamento formal para adquirir estas novas habilidades. O desenvolvimento da inteligência é um processo contínuo.

Traduzido e adaptado de “Emotional Intelligence: Implications for Personal, Social, Academic and Workplace Success” Yale University

 

Quer conhecer a cultura de inteligência emocional da sua empresa? Desenvolver maiores habilidades de inteligência emocional em seus líderes, vendedores e funcionários? Podemos ajudar a sua empresa.

 

Acesse o nosso portfólio de avaliações e treinamentos em inteligência emocional em: https://xponent.com.br/programas-corporativos/inteligencia-emocional-genos/

Deixar um comentário